Professores Formadores: a relação entre a Família, a Escola e a Aprendizagem

Diante da nova sociedade, fez-se necessário a reformulação dos papéis formadores da família e da escola. O entendimento do processo de aprender e ensinar, frente à sociedade do conhecimento, da informação e da tecnologia  exige uma escola que atenda ao perfil social vigente, além de preparar cidadãos instrumentalizados para viver e conviver de forma competente e feliz.

As famílias, nesse contexto histórico, investem em movimentos na busca de garantir a sobrevivência  e de melhorar sua formação acadêmica, deixando para a escola o papel de educar seus  filhos e prepara-los para a sociedade da aprendizagem.

Os professores, muitas vezes perdidos diante dessa nova realidade, tem tido de repensar o desempenho de seu papel profissional. Rever suas formas de aprender e de ensinar para atenderem a demanda social.  Para poderem trabalhar, de forma competente, necessitam retomar seus conceitos, desvendar seus mitos, rever suas práticas, reavaliar suas crenças e reconstruir sua práxis.

Como psicopedagogia tenho a intenção de disparar reflexões e de promover espaços para ações reflexivas, tanto no âmbito da família, como no da escola, além de denunciar os diferentes papeis da família e da escola na construção do sujeito-aprendiz.

Tópicos a serem trabalhados:

  • O perfil da família atual – expectativas;
  • O perfil da escola atual – expectativas;
  • As mudanças que a escola e a família necessitam promover;
  • A aprendizagem para a sociedade do conhecimento e da informação;
  • Os limites e as possibilidades da relação família e escola.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.