Professora, eu vim pra Recuperação!

Procurou-me uma professora para partilhar uma situação muito comum nas
escolas, principalmente no final de ano letivo. Um aluno chegou à sala onde ela
estava orientando a recuperação de Matemática e disse:
-Vim pra recuperação! Estou precisando tirar 78.
-Ótimo, afirmou a professora. E qual é ou quais são as tuas
dúvidas? Perguntou ela.
-Eu tenho de tirar 78 em Matemática e preciso estudar,
respondeu prontamente o aluno, enquanto retirava seu caderno
e lápis.
– Certo, mas de quais conteúdos? O que você exatamente não
entendeu? Reafirmou a professora buscando ajudá-lo e a
organizar-se em sua recuperação.
– Não sei direito… Fui mal nos trimestres passados e agora
preciso recuperar. Você não tem a matéria que vai cair na
prova?
– Sei os conteúdos que foram trabalhados ao longo do ano,
mas não sei quais as dificuldades que você encontrou…
continuou a professora.
– Mas eu também não sei no que eu fui mal. Sei que preciso
tirar uma nota alta… Aliás, bem alta. Nunca tirei isso em
matemática…
Diante desse relato, refleti com a professora com o seguinte encaminhamento:
Tem jeito de salvar o ano em pouquíssimo tempo? Tem jeito de aprender o que
foi trabalhado ao longo do ano em algumas aulas? Tem jeito de recuperar
conteúdos e aprendizagens sem sequer saber o que foi aprendido e o que não
se conseguiu aprender? A recuperação é da nota ou do que não se aprendeu?
Por que não aprendeu em sala de aula? Como promover aprendizagens sob
pressão e com pouco tempo?
Pais e professores vamos refletir sobre isso? Vamos dar sentido ao período de
recuperação nas escolas e, principalmente, trabalhar para promover
reaprendizagens, que é muito mais que recuperar notas é promover o aprendiz!

artigo em pdf

2 Comentários

  1. Regilene disse:

    Oi,
    gostei muito de sua palestra, incluir para aprender no congresso aqui em imperatriz, sou gestora e nossa coordenadora tb gosto muito esta de parabens pois expos o conteudo muitissimo bem…pena que o tempo foi pouco mas sei que vai voltar um dia bjcas…..

  2. Célia Chaves disse:

    Oi professora!
    Esse texto veio de encontro ao conselho de classe da escola que participo.No conselho falaremos sobre a prendizagem do 1º e 2º período.Iremos propor sugestões para recuperarmos os nossos alunos.Tõ é preocupada, pois há um alto indice de notas baixas, principalmente na área das exatas.Ainda há tempo para trabalharmos o nossos alunos.
    Bjos e adorei sua abordagem na palestra de Imperatriz.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.