PALESTRA “A infância, as brincadeiras, os limites e a aprendizagem.”

Ementa
A infância, as brincadeiras, os limites e a aprendizagem.
Instrumentalizar o aprendiz para que ele seja capaz de ser feliz, num bom convívio em seu contexto sócioafetivo é objetivo de todo educador.
Entendendo que os limites são as fronteiras relacionais que duas pessoas constroem entre elas; que a afetividade se constrói a partir da qualidade das relações que as pessoas estabelecem ao longo de suas vidas, e ainda, que nossas crianças entendem e processam a vida e seus fatos através das brincadeiras. Portanto, torna-se imprescindível que os pais e os educadores entendam e facilitem espaços e momentos para o brincar, pois aprendizagem é desenvolvimento e acontece “entre” pessoas.
Proponho um olhar reflexivo sobre o tema à luz da psicopedagogia.

Itens a serem abordados:
O mundo atual – a família atual;
As exigências educativas e a infância;
Limites na educação;
Afetividade na construção do sujeito que aprende e que ensina;
A brincadeira e o brincar na construção da pessoa;
Aprender como tarefa complexa.

Público Alvo: Todos os níveis de Educadores que se interessem pelas relações que educam.

Ementa – Infância, Brincadeira, Limites e Aprender.doc

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.