Pais Educadores: É proibido proibir?

Temos vivido momentos de reformulação dos papéis formadores da família e da escola. A sociedade do conhecimento, da informação e da tecnologia  exige uma escola que atenda ao perfil social vigente, além de preparar cidadãos instrumentalizados para viver e conviver nesse contexto.

As famílias ao constatarem as exigências da dinâmica social, investem em movimentos na busca de sua sobrevivência e formação, deixando para a escola o precioso e intransferível papel de educar seus filhos.

Em uma abordagem psicopedagógica, tenho a intenção de disparar uma reflexão sobre a importância de Pais Educadores e dos diferentes papeis da família e da escola na construção do sujeito-aprendiz.

Tópicos a serem discutidos:

  • Perfil da família disfuncional;
  • A Família em sua função formadora;
  • Limites e auto-estima  no desenvolvimento;
  • A escola como parceira da família.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.