Limites e Auto-estima na construção do Aprendiz

Instrumentalizar o aprendiz para que ele seja capaz de bem conviver em seu contexto é papel de pais e educadores. Podemos entender os limites como as fronteiras relacionais que duas pessoas constroem entre elas e que a partir dessa construção eles estabelecem a forma como vão se relacionar. Assim como conceituamos auto-estima como um sentimento que se constrói a partir da qualidade das relações que as pessoas estabelecem ao longo de suas vidas. Diante do fato de que nossas crianças passam grande parte do seu tempo na escola, torna-se imprescindível que os professores percebam e entendam a repercussão desses temas na relação educativa e no êxito em sala de aula. Partindo do pressuposto que aprendizagem é desenvolvimento e que acontece a partir das relações que a criança ou jovem consiga estabelecer com o conhecimento ou com os conhecedores, proponho um olhar reflexivo sobre o tema à luz da psicopedagogia.

Objetivos: Provocar reflexões e troca de experiências sobre aprendizagem e educação de jovens e crianças, propondo melhores encaminhamentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.